AUTISMO EM GOIÂNIA

Seguidores

PALAVRAS DA FONOAUDIÓLOGA E MÃE MARILUCE

Eu não vou mudar meu filho porque é autista; eu prefiro mudar o mundo, e fazer um mundo melhor; pois é mais fácil meu filho entender o mundo, do que o mundo entender meu filho.

ESTOU SEMPRE NA BUSCA DE CONHECIMENTOS PARA AJUDAR MEU FILHO E PACIENTES. NÃO SOU ADEPTA DE NENHUM MÉTODO ESPECÍFICO, POIS PREFIRO ACREDITAR NOS SINAIS QUE CADA CRIANÇA DEMONSTRA. O MAIS IMPORTANTE É DEIXÁ-LOS SEREM CRIANÇAS, ACEITAR E AMAR O JEITO DIFERENTE DE SER DE CADA UM, POIS AFINAL; CADA CASO É UM CASO E PRECISAMOS RESPEITAR ESSAS DIFERENÇAS. COMPARAÇÃO? NÃO FAÇO NENHUMA. ISSO É SOFRIMENTO. MEU FILHO É ÚNICO, ASSIM COMO CADA PACIENTE.
SEMPRE REPASSO PARA OS PAIS - INFORMAÇÕES, ESTRATÉGIAS, ACOMODAÇÕES E PEÇO GENTILMENTE QUE "ESTUDEM" E NÃO FIQUEM SE LUDIBRIANDO COM "ESTÓRIAS" FANTASIOSAS DA INTERNET. PREFIRO VIVER O DIA APÓS DIA COM A CERTEZA DE QUE FAÇO O MELHOR PARA MEU FILHO E PACIENTES E QUE POSSO CONTAR COM OS MELHORES TERAPEUTAS - OS PAIS.

Por Mariluce Caetano Barbosa




COMO DEVO LIDAR COM MEU FILHO AUTISTA?

Comece por você, se reeduque, pois daqui pra frente seu mundo será totalmente diferente de tudo o que conheceu até agora. Se reeducar quer dizer: fale pouco, frases curtas e claras; aprenda a gostar de musicas que antes não ouviria; aprenda a ceder, sem se entregar; esqueça os preconceitos, seus ou dos outros, transcenda a coisas tão pequenas. Aprenda a ouvir sem que seja necessário palavras; aprenda a dar carinho sem esperar reciprocidade; aprenda a enxergar beleza onde ninguém vê coisa alguma; aprenda a valorizar os mínimos gestos. Aprenda a ser tradutora desse mundo tão caótico para ele, e você também terá de aprender a traduzir sentimentos, um exemplo disso: "nossa, meu filho tá tão agressivo", tradução: ele se sente frustrado e não sabe lidar com isso, ou está triste, ou apenas não sabe te dizer que ele não quer mais te ver chorando por ele.

terça-feira, 1 de novembro de 2011

As crianças com autismo tiram proveito da terapia adiantada, intensiva

Um tratamento mais intenso melhor melhora o social e as habilidades de comunicação

IMAGEM: “É importante para crianças com autismo começar o mais cedo possível o tratamento,” disse Micah Mazurek, professor adjunto na universidade da escola de Missouri de profissões medicais e o Thompson…

Estalar aqui para mais informação.
COLÔMBIA, Mo. ? Uma caraterística preliminar de desordens do espetro do autismo (ASD) é prejuízos em habilidades de uma social-comunicação. As crianças e os adolescentes com problemas de uma social-comunicação enfrentam a compreensão da dificuldade, interagindo e relacionando-se com outro. A universidade de investigadores de Missouri encontrou que as crianças que recebem uma terapia mais intensiva para combater estes prejuízos, especialmente em idades adiantadas, conseguem os melhores resultados.
“É importante para crianças com autismo começar o mais cedo possível o tratamento,” disse Micah Mazurek, professor adjunto na escola de profissões medicais e no centro de Thompson para o autismo e as desordens de Neurodevelopmental. “O mais intenso ou detalhado a terapia, melhor é nos termos de crianças de ajuda melhora o social e as habilidades de comunicação.”
Os dados foram coletados de mais de 1.000 crianças e adolescentes com ASD. Os investigadores mediram quinze habilidades de uma social-comunicação, incluindo expressões faciais, gestos, compreensão de língua, compartilhando da apreciação e apropriam respostas sociais. Ao examinar a mudança sobre o tempo nestas habilidades, a maioria (95.4 por cento) demonstrou a melhoria.
Aqueles que receberam a terapia, incluir comportável, o discurso, e a terapia ocupacional, tiveram os melhores resultados. A resposta à terapia era a grande entre aquelas com o IQs nonverbal mais elevado. Controlando para a severidade da idade e do sintoma, as crianças que receberam um tratamento mais intensivo em umas idades mais novas experimentaram maiores avanços em sintomas de uma social-comunicação.
“No que diz respeito à severidade social-comunicativa do sintoma, nosso estudo revela que não é o IQ sozinho que contribui às melhorias sobre o tempo,” Mazurek disse. “Preferivelmente, ter um IQ mais elevado pode permitir que as crianças façam maiores ganhos em vários tipos de tratamentos. Embora as contagens do IQ das crianças com ASD possam fortemente ser influenciadas por sua capacidade para a atenção e por habilidade cumprir com os resultados das tarefas indicar que a necessidade de projetar e examinar o tratamento alternativo se aproxima para aquelas com prejuízos inteletuais.”
Para aquelas crianças que eram nonverbal na idade 5, os investigadores encontraram que o IQ e a intensidade da terapia de discurso previram o mais significativamente a aquisição do discurso. Os resultados indicam aquele alvejado, tratamentos intensivos podem ser os mais bem sucedidos em melhorar habilidades específicas.
Mazurek é um professor adjunto no departamento da psicologia da saúde. O estudo, “melhoria de predição em sintomas de uma social-comunicação de desordens do espetro do autismo usando dados retrospetivos do tratamento,” será publicado na pesquisa em desordens do espetro do autismo. A pesquisa foi financiada por uma concessão da fundação de Simons, uma fundação confidencial baseada em New York City que suporta a pesquisa para melhorar o diagnóstico e o tratamento de desordens do espetro do autismo.
###
Postar um comentário

NOSSO JORNAL

ESSE É O NOSSO DIFERENCIAL!

ESSE É O NOSSO DIFERENCIAL!
PROGRAMA ESTRUTURADO, INDIVIDUALIZADO. ATENDIMENTO DOMICILIAR.

Postagens populares

Minha lista de blogs

Ocorreu um erro neste gadget

GOOGLE ANALÍTICO