AUTISMO EM GOIÂNIA

Seguidores

PALAVRAS DA FONOAUDIÓLOGA E MÃE MARILUCE

Eu não vou mudar meu filho porque é autista; eu prefiro mudar o mundo, e fazer um mundo melhor; pois é mais fácil meu filho entender o mundo, do que o mundo entender meu filho.

ESTOU SEMPRE NA BUSCA DE CONHECIMENTOS PARA AJUDAR MEU FILHO E PACIENTES. NÃO SOU ADEPTA DE NENHUM MÉTODO ESPECÍFICO, POIS PREFIRO ACREDITAR NOS SINAIS QUE CADA CRIANÇA DEMONSTRA. O MAIS IMPORTANTE É DEIXÁ-LOS SEREM CRIANÇAS, ACEITAR E AMAR O JEITO DIFERENTE DE SER DE CADA UM, POIS AFINAL; CADA CASO É UM CASO E PRECISAMOS RESPEITAR ESSAS DIFERENÇAS. COMPARAÇÃO? NÃO FAÇO NENHUMA. ISSO É SOFRIMENTO. MEU FILHO É ÚNICO, ASSIM COMO CADA PACIENTE.
SEMPRE REPASSO PARA OS PAIS - INFORMAÇÕES, ESTRATÉGIAS, ACOMODAÇÕES E PEÇO GENTILMENTE QUE "ESTUDEM" E NÃO FIQUEM SE LUDIBRIANDO COM "ESTÓRIAS" FANTASIOSAS DA INTERNET. PREFIRO VIVER O DIA APÓS DIA COM A CERTEZA DE QUE FAÇO O MELHOR PARA MEU FILHO E PACIENTES E QUE POSSO CONTAR COM OS MELHORES TERAPEUTAS - OS PAIS.

Por Mariluce Caetano Barbosa




COMO DEVO LIDAR COM MEU FILHO AUTISTA?

Comece por você, se reeduque, pois daqui pra frente seu mundo será totalmente diferente de tudo o que conheceu até agora. Se reeducar quer dizer: fale pouco, frases curtas e claras; aprenda a gostar de musicas que antes não ouviria; aprenda a ceder, sem se entregar; esqueça os preconceitos, seus ou dos outros, transcenda a coisas tão pequenas. Aprenda a ouvir sem que seja necessário palavras; aprenda a dar carinho sem esperar reciprocidade; aprenda a enxergar beleza onde ninguém vê coisa alguma; aprenda a valorizar os mínimos gestos. Aprenda a ser tradutora desse mundo tão caótico para ele, e você também terá de aprender a traduzir sentimentos, um exemplo disso: "nossa, meu filho tá tão agressivo", tradução: ele se sente frustrado e não sabe lidar com isso, ou está triste, ou apenas não sabe te dizer que ele não quer mais te ver chorando por ele.

domingo, 11 de novembro de 2012

MOVIMENTO - APRENDER COM O CORPO



Mas qual a necessidade para tanto movimento?


As pesquisas para entender como o cérebro processa levaram ao reconhecimento que o movimento ativa as conexões neuroniais através do corpo, fazendo com que o corpo inteiro seja o instrumento de aprendizado.

 

Movimento, particularmente balançar, girar, ou ficar de cabeça para baixo, ajuda a desenvolver uma área grande e importante por trás do tronco encefálico: o cerebelo, que se conecta ao sistema vestibular que está ligada aos mecanismos de equilíbrio no ouvido interno. O cerebelo também interage com os níveis frontais mais elevados no cérebro responsáveis pelas habilidades cognitivas como a linguagem, a interação social, a música, a capacidade de realizar atividades repetitivas automaticamente ( escrever a mão), e talvez a atenção.

 

Atividades físicas como jogar bola, escalar um brinquedo promovem a integração olhos-mãos, além de desenvolver a coordenação dos dois lados do corpo que é importante para as habilidades intelectuais baseadas em ligações entre os dois lados do cérebro.

 

Brinquedos que incentivam o jogo manipulativo desenvolve habilidades motoras finas e seqüenciamento, que estão relacionadas à atenção e habilidades de autocontrole, caligrafia e proficiência nas artes.



A ciência moderna nos ajuda a apreciar o papel de todo o corpo, e não somente o cérebro, e a importância do movimento e da brincadeira para que o aprendizado aconteça, porém a vida moderna tem feito o benefício desta descoberta cada vez mais difícil de ser alcançado.


As crianças de hoje passam horas em frente à televisão, videogames, computadores e com isso exercícios físicos regulares, brincadeiras imaginativas e espontâneas e conexões humanas íntimas somem da agenda diária.


Quando as pessoas se exercitam é de maneira competitiva ou compulsiva. Nossa existência diária é altamente estressante e como sociedade nós estamos constantemente sob medo, medo pelas nossas vidas, bem-estar e posses. Nós acabamos por nos sentir isolados e até deprimidos uma vez que a comunicação interpessoal diminui.


É comum, que a alternativa para diminuir o estresse, ansiedade e depressão sejam drogas, de uma forma ou outra.


Todos esses fatores diminuem a nossa capacidade de aprendizado e com isso diminui nossa criatividade e a capacidade de desenvolver nosso potencial.



Neuro plasticidade
 

Plasticidade neuronal é uma característica benéfica intrínseca do sistema nervoso que nos dá a capacidade de aprender e a habilidade de adaptação em resposta a um estrago - reaprender.
Logo após a concepção e por toda a vida, o sistema nervoso é um sistema em constante transformação e auto-organização. Não segue nenhum plano estabelecido e nunca está estático. Nós desenvolvemos nossas conexões neuroniais como resposta direta das nossas experiências na vida.

Enquanto nós crescemos, nos movemos, aprendemos, as células do nosso sistema nervoso conectam-se em caminhos e padrões complexos. Estes padrões são organizados e reorganizados por toda vida, permitindo que nós recebamos estímulos externos que nos dão a habilidade para performar os infinitos trabalhos da vida humana.
Movimentos integrados e voluntários parecem ser a chave para as conexões neuroniais. A mera repetição de um comportamento não determina que ele foi aprendido. Conexões neuroniais podem ser alteradas ou aparecerem novas somente se houver a atenção empenhada no movimento, foco no que fazemos.
Interação, curiosidade, exploração e experiências físicas pelo prazer e desafio de serem realizados facilita a neurogêneses por toda vida.
Atividades físicas e intelectuais desenvolvem tecidos cerebrais excedentes que compensam por estragos. Quanto mais você utilizar o seu corpo e mente, mais ele crescerá. 
A plasticidade neuronial e a organização do sistema nervoso nos dão a janela para o potencial de aprendizado e cura por toda a vida.
Postar um comentário

NOSSO JORNAL

ESSE É O NOSSO DIFERENCIAL!

ESSE É O NOSSO DIFERENCIAL!
PROGRAMA ESTRUTURADO, INDIVIDUALIZADO. ATENDIMENTO DOMICILIAR.

Postagens populares

Minha lista de blogs

Ocorreu um erro neste gadget

GOOGLE ANALÍTICO