AUTISMO EM GOIÂNIA

Seguidores

PALAVRAS DA FONOAUDIÓLOGA E MÃE MARILUCE

Eu não vou mudar meu filho porque é autista; eu prefiro mudar o mundo, e fazer um mundo melhor; pois é mais fácil meu filho entender o mundo, do que o mundo entender meu filho.

ESTOU SEMPRE NA BUSCA DE CONHECIMENTOS PARA AJUDAR MEU FILHO E PACIENTES. NÃO SOU ADEPTA DE NENHUM MÉTODO ESPECÍFICO, POIS PREFIRO ACREDITAR NOS SINAIS QUE CADA CRIANÇA DEMONSTRA. O MAIS IMPORTANTE É DEIXÁ-LOS SEREM CRIANÇAS, ACEITAR E AMAR O JEITO DIFERENTE DE SER DE CADA UM, POIS AFINAL; CADA CASO É UM CASO E PRECISAMOS RESPEITAR ESSAS DIFERENÇAS. COMPARAÇÃO? NÃO FAÇO NENHUMA. ISSO É SOFRIMENTO. MEU FILHO É ÚNICO, ASSIM COMO CADA PACIENTE.
SEMPRE REPASSO PARA OS PAIS - INFORMAÇÕES, ESTRATÉGIAS, ACOMODAÇÕES E PEÇO GENTILMENTE QUE "ESTUDEM" E NÃO FIQUEM SE LUDIBRIANDO COM "ESTÓRIAS" FANTASIOSAS DA INTERNET. PREFIRO VIVER O DIA APÓS DIA COM A CERTEZA DE QUE FAÇO O MELHOR PARA MEU FILHO E PACIENTES E QUE POSSO CONTAR COM OS MELHORES TERAPEUTAS - OS PAIS.

Por Mariluce Caetano Barbosa




COMO DEVO LIDAR COM MEU FILHO AUTISTA?

Comece por você, se reeduque, pois daqui pra frente seu mundo será totalmente diferente de tudo o que conheceu até agora. Se reeducar quer dizer: fale pouco, frases curtas e claras; aprenda a gostar de musicas que antes não ouviria; aprenda a ceder, sem se entregar; esqueça os preconceitos, seus ou dos outros, transcenda a coisas tão pequenas. Aprenda a ouvir sem que seja necessário palavras; aprenda a dar carinho sem esperar reciprocidade; aprenda a enxergar beleza onde ninguém vê coisa alguma; aprenda a valorizar os mínimos gestos. Aprenda a ser tradutora desse mundo tão caótico para ele, e você também terá de aprender a traduzir sentimentos, um exemplo disso: "nossa, meu filho tá tão agressivo", tradução: ele se sente frustrado e não sabe lidar com isso, ou está triste, ou apenas não sabe te dizer que ele não quer mais te ver chorando por ele.

quinta-feira, 9 de fevereiro de 2012

SINAIS DE ALERTA

 
     As crianças com perturbações do espectro autista revelam problemas ao nível da comunicação e do comportamento, assim como apresentam uma enorme dificuldade em relacionar-se com as restantes pessoas de uma forma normal.
     Um dos primeiros passos para ajudar as crianças autistas é identificar os sinais desta patologia. Esta identificação precoce poderá prevenir ou minimizar o sofrimento destas crianças e contribuir para uma intervenção e um desenvolvimento mais eficaz.

Exemplos de sinais de alerta psicomotores, comportamentais e escolares:

- Ausência de sorriso voluntário a partir do 3.º mês;
 
- Ausência de angústia ao estranho pelos 6 - 8º mês;

- Faz movimentos repetitivos (ex: bater palmas, abanar as mãos ou mover a cabeça de um lado para outro constantemente);

- Perturbações da alimentação e do sono;

- Chora muito sem razão aparente ou, pelo contrário, nunca chora;

- Atraso no início da marcha;

- Anda na ponta dos pés;

- Atraso na estruturação e no conhecimento do esquema corporal;

- Dificuldade em diferenciar a esquerda da direita;

- Acentuada actividade física;

- Ansiedade/ insegurança;

- Ausência da atenção partilhada – não chama a atenção do outro para objectos ou acontecimentos, não mostra “dói-dói” e nem vai mostrar um brinquedo;

- Age como se fosse surdo e não responde ao seu nome;

- Não segue indicações;

- Não consegue explicar o que quer;

- Não demonstra medo dos perigos reais;

- Resiste à mudança de rotinas;

- Resiste ao contacto físico;

- Não mantém contacto visual;

- Agarra-se demasiado a determinados objectos;

- Manuseia objectos de uma forma particular;

- Compreensão verbal deficiente;

- Isolamento – falta de interesse pela relação com os outros;

- Ausência de jogos de imitação;

- Ausência do jogo do faz de conta – o brinquedo não é usado na sua função simbólica;

- Ausência de apontar protodeclarativo – não usa o dedo para apontar no sentido de partilhar interesse/mostrar alguma coisa;
- Apontar protoimperativo – usar o dedo para apontar mas com o objectivo de pedir/exigir algo;

- Comportamentos agressivos para com os colegas na tentativa de compensar o seu problema ou fracasso escolar  através da popularidade;

- Falta de motivação e de curiosidade;

- Grande desinteresse pelo estudo/ resistência à aprendizagem;

- Costumava dizer algumas palavras ou balbuciava, mas deixou de o fazer;

- Início tardio do desenvolvimento da linguagem ao nível fonológico, articulatório e de fluidez;

- Iniciação tardia à soletração, à leitura e à escrita;

- Dificuldades sensório - perceptivas responsáveis pela confusão entre cores, forma, tamanhos e posições;

- Leitura feita de forma lenta, sem ritmo, com leitura parcial de palavras, perda da linha que está a ser lida, confusão quanto à ordem das letras, inversões de letras ou palavras


 ATENÇÃO: O facto da criança apresentar alguns destes sinais, não implica necessariamente que estejamos perante um caso de PEA. No entanto, aconselhamos o encaminhamento desta para um médico. Este poderá recorrer a uma avaliação mais elucidativa.


http://umolhardiferente-to.webs.com/sinaisdealerta.htm
Postar um comentário

NOSSO JORNAL

ESSE É O NOSSO DIFERENCIAL!

ESSE É O NOSSO DIFERENCIAL!
PROGRAMA ESTRUTURADO, INDIVIDUALIZADO. ATENDIMENTO DOMICILIAR.

Postagens populares

Minha lista de blogs

Ocorreu um erro neste gadget

GOOGLE ANALÍTICO