AUTISMO EM GOIÂNIA

Seguidores

PALAVRAS DA FONOAUDIÓLOGA E MÃE MARILUCE

Eu não vou mudar meu filho porque é autista; eu prefiro mudar o mundo, e fazer um mundo melhor; pois é mais fácil meu filho entender o mundo, do que o mundo entender meu filho.

ESTOU SEMPRE NA BUSCA DE CONHECIMENTOS PARA AJUDAR MEU FILHO E PACIENTES. NÃO SOU ADEPTA DE NENHUM MÉTODO ESPECÍFICO, POIS PREFIRO ACREDITAR NOS SINAIS QUE CADA CRIANÇA DEMONSTRA. O MAIS IMPORTANTE É DEIXÁ-LOS SEREM CRIANÇAS, ACEITAR E AMAR O JEITO DIFERENTE DE SER DE CADA UM, POIS AFINAL; CADA CASO É UM CASO E PRECISAMOS RESPEITAR ESSAS DIFERENÇAS. COMPARAÇÃO? NÃO FAÇO NENHUMA. ISSO É SOFRIMENTO. MEU FILHO É ÚNICO, ASSIM COMO CADA PACIENTE.
SEMPRE REPASSO PARA OS PAIS - INFORMAÇÕES, ESTRATÉGIAS, ACOMODAÇÕES E PEÇO GENTILMENTE QUE "ESTUDEM" E NÃO FIQUEM SE LUDIBRIANDO COM "ESTÓRIAS" FANTASIOSAS DA INTERNET. PREFIRO VIVER O DIA APÓS DIA COM A CERTEZA DE QUE FAÇO O MELHOR PARA MEU FILHO E PACIENTES E QUE POSSO CONTAR COM OS MELHORES TERAPEUTAS - OS PAIS.

Por Mariluce Caetano Barbosa




COMO DEVO LIDAR COM MEU FILHO AUTISTA?

Comece por você, se reeduque, pois daqui pra frente seu mundo será totalmente diferente de tudo o que conheceu até agora. Se reeducar quer dizer: fale pouco, frases curtas e claras; aprenda a gostar de musicas que antes não ouviria; aprenda a ceder, sem se entregar; esqueça os preconceitos, seus ou dos outros, transcenda a coisas tão pequenas. Aprenda a ouvir sem que seja necessário palavras; aprenda a dar carinho sem esperar reciprocidade; aprenda a enxergar beleza onde ninguém vê coisa alguma; aprenda a valorizar os mínimos gestos. Aprenda a ser tradutora desse mundo tão caótico para ele, e você também terá de aprender a traduzir sentimentos, um exemplo disso: "nossa, meu filho tá tão agressivo", tradução: ele se sente frustrado e não sabe lidar com isso, ou está triste, ou apenas não sabe te dizer que ele não quer mais te ver chorando por ele.

segunda-feira, 19 de março de 2012

Ômega 3 pode prevenir sobrecarga sensorial

Um novo estudo sugere que os ácidos gordos ómega 3 podem prevenir asobrecarga sensorial, um problema associado ao autismo, hiperactividade, défice de atenção e a vários problemas relacionados com o sistema nervoso.

Irina Fedorova e seus colegas investigadores experimentaram dietas diferentes em 4 grupos de ratos. Apenas uma dieta continha bastantes ácidos gordos ómega 3 (DHA).

De forma a testar a resposta dos ratos à estimulação sensorial, os investigadores expuseram-nos a um barulho bastante súbito e forte, pois os animais têm tendência a recuar quando ouvem este tipo de som.

Os investigadores afirmam que os ratos que receberam Ómega 3 apresentaram uma redução da resposta de sobressalto quando foram expostos a um barulho intenso, enquanto que os outros ratos não mudaram a sua resposta sensorial.

Os ácidos gordos ómega 3 são essenciais para o desenvolvimento do cérebro. O corpo necessita de obter estes nutrientes através de comida ou suplementos, pois não conseguem sintetiza-los a partir do zero.

“ Tem sido uma batalha reverter a mensagem de que as “gorduras são más” e aumentar os ácidos gordos ómega 3 na nossa dieta”.

" Deficit in prepulse inhibition in mice caused by dietary n-3 fatty acid deficiency", Irina Fedorova, Anita R. Alvheim, Nahed Hussein, and Norman Salem, Jr., Behavioral Neuroscience, Vol.123, No.6, December 2009, 1218-25. and " New study links DHA type of omega-3 to better nervous-system function", news release, American Psychological Association, December 16, 2009.
Na abordagem de Medicina Funcional Integrativa este é um ponto fundamental na optimização da resposta neurológica e cognitiva.

A dose de suplementação com ácidos gordos ómega 3 deve ter por base o doseamento dos vários tipos de lípidos na membrana celular, cujo equilíbrio relativo é de grande importância bioquímica e metabólica. Esta é uma análise usada em Diagnóstico Funcional.
Na nossa experiência, as crianças com perturbações do espectro do autismo têm um déficite muito elevado em ómega 3 e, consequentemente, um rácio ómega 6 / ómega 3 muito elevado, o que aumenta a exuberância das respostas inflamatórias, nestas crianças, tão frequentes, e envolvem vários sistemas orgânicos, inclusive o cérebro.

A suplementação com óleos de peixe de elevada pureza é um apoio terapêutico incontornável.

Postar um comentário

NOSSO JORNAL

ESSE É O NOSSO DIFERENCIAL!

ESSE É O NOSSO DIFERENCIAL!
PROGRAMA ESTRUTURADO, INDIVIDUALIZADO. ATENDIMENTO DOMICILIAR.

Postagens populares

Minha lista de blogs

Ocorreu um erro neste gadget

GOOGLE ANALÍTICO